Bernadete Bruto é natural de Recife - PE, Analista de Gestão do Metrô do Recife, poeta e declamadora.

É membro da União Brasileira dos Escritores - UBE, da Associação dos amigos do Museu da Cidade do Recife – AMUC.

Em seus recitais além da poesia, utiliza musicas e performances, que encontra raiz dessa forma de expressão gestual na sua ancestralidade indiana, sem contudo, deixar de valorizar sua nacionalidade e as múltiplas contribuições dos povos que formam nossa cultura.

Seu estilo de apresentação lembra os antigos menestreis e trovadores que iam aos lugares levando uma história muitas vezes floreada. Dessa forma, a poeta tem vários recitais que versam sobre temas diversos para adequar-se ao público, levando através da história alguma mensagem construtiva e ao mesmo tempo proporcionando momentos de diversão.

Suas poesias versam sobre a vida cotidiana, bem como também, contem muitas reflexões existenciais que são apresentadas numa abordagem psicossocial sem perder, contudo, a simplicidade da forma de expressão que tem por finalidade atingir a todas as classes sociais, uma vez que o propósito maior da autora é "falar aos corações" e deixar mensagens de alegria, esperança e fé na vida.

Bernadete Bruto © 2009 - Todos os direitos reservados